Ações

O MCTIC é o órgão central do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, cuja atribuição é a formulação de políticas e definição de estratégias para implementação de programas, ações e atividades nacionais visando o desenvolvimento científico, tecnológico e inovação na área de Oceanos. Alguns dos diversos programas de pesquisa e monitoramento apoiados pelo MCTIC […]

O MCTIC é o órgão central do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, cuja atribuição é a formulação de políticas e definição de estratégias para implementação de programas, ações e atividades nacionais visando o desenvolvimento científico, tecnológico e inovação na área de Oceanos. Alguns dos diversos programas de pesquisa e monitoramento apoiados pelo MCTIC nesta área são:

  • Sistema Brasileiro de Observação dos Oceanos e Estudos do Clima – GOOS-BRASIL;
  • PIRATA – PREDICTION AND RESEARCH MOORED ARRAY IN THE TROPICAL ATLANTIC;
  • MOVAR – MOnitoramento da VARiabilidade Regional do transporte de calor e volume na camada superficial do oceano Atlântico Sul;
  • Veleiro ECO – Veleiro de Expedição Científica Oceanográfica (ECO) (UFSC).
  • Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração (PELD) – iniciativa pioneira e uma visão estratégica do Governo Federal, ao articular, desde 1999, uma rede de sítios de referência para a pesquisa científica no tema de Ecologia de Ecossistemas. Por meio do PELD, se fomenta a geração de conhecimento qualificado sobre os nossos ecossistemas e a biodiversidade que abrigam. As informações coletadas no PELD, que incluem longas séries temporais de dados sobre os ecossistemas e sua biota associada, são de extrema relevância para o Brasil. Contando com um destaque orçamentário específico no Plano Plurianual (PPA) do Governo Federal desde 2000, o PELD é executado pelo CNPq. Atualmente, conta com apoio financeiro do MCTIC e de onze Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa. Atualmente, a rede PELD conta com 30 sítios de pesquisa distribuídos em diversos ecossistemas, sendo 10 relacionados ao oceano e Zona Costeira: ABRS: Abrolhos. CCAL: Costa dos Corais, ELPA: Estuário da Lagoa dos Patos e Costa Adjacente. ILOC: Ilhas Oceânicas. ITA: Rios e riachos costeiros da Bacia do Rio Itanhaém. LAG: LAGAMAR. PEBG: PELD Baia de Guanabara. RECA: Ressurgência de Cabo Frio. RLaC: Restingas e lagoas costeiras do Norte Fluminense. TAMS- Tamandaré.
  • Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia – concebido para agregar, de forma articulada, os melhores grupos de pesquisa na fronteira da ciência e em áreas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do país; impulsionar a pesquisa científica básica e fundamental competitiva internacionalmente; estimular o desenvolvimento de pesquisa científica e tecnológica de ponta associada a aplicações para promover a inovação e o espírito empreendedor.  Existem 5 INCTs com temática relacionada ao oceano: Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Salinidade; Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Ambientes Marinhos Tropicais; Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Ciências do Mar de Estudos dos Processos Oceanográficos Integrados da Plataforma ao Talude; Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas; e Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Oceanografia Integrada e Usos Múltiplos da Plataforma Continental e Oceano Adjacente.
  • Lançamento de chamadas públicas em Editais do CNPq específicos para fomento à pesquisa marinha, como por exemplo: Chamada Pública para pesquisa em Arquipélago e Ilhas Oceânicas; Pesquisa e Desenvolvimento em Ações Integradas e Sustentáveis nas Baías do Brasil; e Estruturação de uma Rede de Pesquisa em Biotecnologia Marinha.

Projetos de Pesquisa financiados

Chamadas Públicas de Pesquisa lançadas

Projetos de Cooperação Internacional do MCTIC em Oceanos

Eventos

Brasil na Década da Ciência Oceânica das Nações Unidas 2021-2030

Objetivo do Desenvolvimento Sustentável – ODS 14